Monte Sinai

Região de Sinai no Egito

October 5, 2017
Lugares Históricos, Sinai
Monte Sinai

 Sinai no Egito – A Terra Sagrada

Sinai é a terra sagrada que era sempre um cenário extraordinário de grandes acontecimentos. Era sempre uma ponte dos profetas e mensageiros das religiões diferentes, pois recebeu Moises e os israelitas depois do Êxodo.

Em Sinai, Moises recebeu os 10 mandamentos de Deus e se realizaram grandes milagres em ocasiões diferentes. Também a Família Sagrada; A virgem, São José e o menino Jesus cruzaram essa terra atravessando a parte norte, paralelamente ao Mediterrâneo, fugindo da persecução do rei Erodo com direção ao interior do Egito para procurar um refúgio seguro. Essa jornada é conhecida como jornada da família Sagrada e conforme uns recursos duro 3 anos por dois anos. Por outro lado, Sinai era a ponte das invasões externas que conquistaram Egito ao longo das eras. Também foi atravessada pelo exército dos Árabes Muçulmanos que conquistaram Egito quando era ocupada pelos Romanos Bizantinos para divulgar os valores islâmicos e culturais mostrando extraordinária tolerância com os nativos Coptas Cristãos.

Porque recebeu o nome ‘Sinai’?

O nome “Sinai” é derivado do nome do antigo deus da lua adorado pelos semíticos que se chamava “Sin” devido a grande importância da lua em Sinai à noite durante o andamento no deserto. Sinai é o portal oriental do Egito e a rota principal Caravanas comerciais das com o restante dos países do Oriente Médio, do Egito a Síria e vice versa. No norte de Sinai, paralelamente à costa do Mediterrâneo, existe a grande rota bélica, conhecida antigamente como “A Rota de Hórus” que foi usada para as conquistas que saiam do Egito para Síria durante a época faraônica, e também é a mesma rota que foi usado quando o Egito caiu alvo às conquistas ao longo das eras diferentes.

A península de Sinai que ocupa cerca de 5% da área total do território egipcio, geograficamente pertence a Ásia, enquanto 95% do território fica no continente da África. É uma península de 61000 km2, rodeada de águas; do Mediterrâneo pelo norte, o Canal de Suez e o Golfo de Suez pelo oeste, o Mar Vermelho pelo Sul, e o Golfo de Aqaba pelo oeste.

A Península de Sinai desempenhava um grande papel quase todos os tempos da História Egípcia. Conhecida sempre, e até o dia de hoje, como a Terra da Turquesa, porque é rica em minas desse material precioso que foi usado pelos antigos Egípcios há milhares de anos. Além disso, era famosa de minas de cobre.

E atualmente tem quantidades de petróleo e gás natural especialmente na zona sudoeste. Sinai tem 60,000 quilómetros quadrados de área distribuída em duas províncias (ou Estados); O norte de Sinai cuja capital é a cidade de Al Arish e o sul de Sinai cuja capital é a cidade de Al Tur.

 Norte e Sul de Sinai

O Norte de Sinai se caracteriza pela fertilidade das terras devido à chuva habitual que cai no inverno, sobretudo, nas costas e nas zonas próximas ao Mediterrâneo, por isso há atividades agrícolas, sobretudo a fruticultura e o norte produzem espécies distintos de frutas; laranja, mandarina, pêssego, figo, romã, melão etc.

Ao contrário do norte, o Sul de Sinai é uma região montanhosa, alta, seca, árida e sem muitos recursos de água, e por isso depende das águas dos poços artesianos, as vezes da pouca e rara pluviosidade quando choves. Na realidade quando chove inesperadamente, pequenas rias que percorrem do alto das montanhas e colinhas, descendendo rápido e impetuosamente aos vales baixos vales da península, sobretudo no sul o que às vezes prejudicam às estradas e atrapalham o conexão entre as estradas. O lugar mais importante é e considerado sagrado é Santa Catarina e as montanhas famosas da região. Desde o início da era cristã a região do sul de Sinai recebia eremitas, e em 530 , o mosteiro de Santa Catarina foi construído no pé do monte de Moisés, no mesmo lugar do Vale Sagrado. Outros lugares e cidades importantes no Sul d e Sinai: El-Tor, capita administrativa da Província Sul de Sinai.

Antigamente mais de 100 mil beduínos ou nômadas habitavam essa terra desértica, a maioria deles vive na zona norte da península perto do vale do Al Arish,  perto do litoral do Mediterrâneo onde existem abundantes quantidades de água. Mas hoje em dia e graças aos projetos de turismo e a região tem cerca de 500,000 habitantes.

Dados em breve sobre a província  Norte de Sinai

Capital da província: El-Arishbandeira e emblema da província Norte de Sinai

Dia Nacional: o Sinai do Norte comemora o dia nacional de 25 de abril de cada ano, por ocasião da libertação do Sinai em 1982.

Logotipo: O emblema da província consiste em um Engrenagem que simboliza à indústria e o ramo de oliveira que simboliza á paz, a refinaria representa os poços de petróleo e o peixe simboliza à pesca.

Área: A área da província do Norte de Sinai ocupa cerca de 27 mil e 564 quilômetros quadrados, equivalente a 2,7% da área da República Árabe do Egito e a densidade populacional de cerca de 0,01 mil pessoas / km 2.

População: a população é estimada em 1/1/2016 por às (445811) habitantes.

Cidades Importantes:  El-Arish, Beer El Abd, Nakhel, El Hassana, El Sheikh Zuwayed, Rafah

Dados em breve sobre a província Sul de Sinai    Bandeira da província Sul d e Sinai

Capital da província: a cidade de El-Tor.

Dia Nacional: 19 de março de cada ano, por ocasião do aniversário do levantamento da bandeira egípcia em Taba em 1989.

O logotipo: é dominado pela cor dourada que simboliza ao disco do sol e seus raios dourados que inundam a terra ao longo do ano. o Azul simboliza as águas azuis do Mar Vermelho, o Golfo de Suez e o Golfo de Aqaba, e a cor verde está representada pelo ramo de oliveira que simboliza á paz.

Área: A área total da província é 31272 km 2, equivalente a cerca de 3,1% da área total da República do Egito.

População: cerca de  (200.000) habitantes.

Cidades Importantes: El-Tor, Santa Catarina, Sharm El-Shiekh, Ras Sedr, Nwueba, Dahab, Taba.

Recent Posts

Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

*


Olá! Fale Conosco pelo Whatsapp Agora!